Estudante indiano ferido em tiroteio em Kiev será levado de volta a Delhi amanhã

Estudante indiano ferido em tiroteio em Kiev será levado de volta a Delhi amanhã


Em um suspiro de alívio para a família de Harjot Singh, de 31 anos, o estudante indiano que foi baleado na capital da Ucrânia, Kiev, ele está sendo trazido de volta a Delhi na segunda-feira. Harjot será acompanhado pelo Ministro da União VK Singh.

Harjot estava tentando escapar de Kiev quando foi ferido em um tiroteio em 27 de fevereiro. Ele teria sido levado de volta à cidade e internado em um hospital.

Segundo fontes, Harjot está sendo trazido de volta à Índia, acompanhado por VK Singh, em uma aeronave C-17 da IAF, que pousará na estação da força aérea Hindan em Ghaziabad.

Atualizações AO VIVO da Guerra Rússia-Ucrânia

“Como Harjot perdeu seu passaporte, um certificado de emergência (CE) foi emitido para ele”, acrescentaram fontes.

Para os não versados, um CE é um documento de viagem só de ida que autoriza um cidadão indiano a entrar na Índia e para quem um novo passaporte não pode ser emitido imediatamente.

Harjot é um residente da área de Chattarpur, em Delhi, e mora com sua família. O aluno está matriculado em um curso de idiomas na International European University em Kiev.

“O voo que transporta Harjot e outros 199 cidadãos indianos será o último voo para fora da Polônia como parte da Operação Ganga do país. Ele partirá esta noite do aeroporto de Rseszow, na Polônia, e pousará na Estação da Força Aérea Hindan, em Ghaziabad, às 6h da segunda-feira”, acrescentaram as fontes.

O QUE EXATAMENTE ACONTECEU COM HARJOT?

Harjot estava fugindo de Kiev em um táxi com amigos quando foi baleado. Ele estava tentando chegar a Lviv.

Apesar de ter recebido quatro balas, incluindo uma no peito, Harjot sobreviveu felizmente após passar por tratamento no hospital de Kiev.

Relatando os momentos horríveis, Harjot disse ao India Today: “Estávamos em um táxi para Lviv. Fomos parados em uma barricada e de repente estava chovendo balas. Achei que era o fim. Estou vivo pela graça de Deus. sei o que aconteceu com as pessoas com quem eu estava. Se eles conseguiram ou não, não faço ideia. Achei que não conseguiria.

Seus familiares ansiosos aqui deram um suspiro de alívio depois que ele recuperou a consciência alguns dias depois e os informou que ele havia escapado milagrosamente dos disparos.

LEITURA: Indianos foram expulsos de trens: estudante da UP narra provação após evacuação de Kharkiv, na Ucrânia

CENTRO PARA SUPORTAR CUSTO DAS DESPESAS MÉDICAS DE HARJOT?

O governo indiano arcará com as despesas médicas de Harjot, disse o Ministério das Relações Exteriores (MEA) na sexta-feira.

“O governo da Índia arcará com as despesas do tratamento médico de Harjot Singh. Estamos tentando verificar seu estado médico. Nossa embaixada está tentando obter uma atualização sobre seu estado de saúde… tentando entrar em contato, mas enfrentando problemas, pois é uma zona de conflito”, disse o porta-voz oficial da MEA, Arindam Bagchi, em uma entrevista coletiva.

O QUE O GOVT ESTÁ FAZENDO EM TERMOS DE ESFORÇOS DE EVACUAÇÃO?

Para evacuar os cidadãos da Ucrânia atingida pela guerra, o governo indiano iniciou a Operação Ganga.

A Índia está evacuando seus cidadãos através de voos especiais dos vizinhos ocidentais da Ucrânia, como Romênia, Hungria e Polônia, já que o espaço aéreo ucraniano está fechado desde 24 de fevereiro devido à ofensiva militar russa.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, cerca de 17.000 cidadãos indianos deixaram as fronteiras da Ucrânia desde que os avisos foram emitidos há duas semanas.

A IAF juntou-se ao enorme esforço de resgate da Índia, a Operação Ganga, para acelerar a evacuação.

Três aeronaves de transporte pesado C-17 da IAF, que decolaram na sexta-feira da base aérea de Hindan, aterrissaram em Hindan na manhã de sábado. Esses voos evacuaram 629 cidadãos indianos dos países vizinhos da Ucrânia – Romênia, Eslováquia e Polônia.

Até agora, a IAF realizou 10 voos para trazer de volta 2.056 passageiros, enquanto levava 26 toneladas de carga de alívio para esses países.

LEIA TAMBÉM: Médico indiano fica em Kiev e diz que não sairá até que todos os estudantes sejam evacuados

LEIA TAMBÉM: Funcionários do governo da AP se juntam ao processo de evacuação de cidadãos indianos da Ucrânia



Gostou? Compartilhe!

Você vai gostar também

Copyright © 2022 Viaje no Detalhe. Todos os direitos reservados.