Índia diz que todos os seus projetos estão em total conformidade com o Tratado de Águas do Indo

The sources said the Indian side explicitly conveyed that as an upper riparian State, India has been providing information on extraordinary discharges of water from reservoirs and flood flows every year. (AFP)


Durante a 117ª reunião da Comissão Permanente do Indo, composta por comissários do Indo da Índia e do Paquistão, realizada de 1 a 3 de março em Islamabad, ambos os lados discutiram a questão do dreno Fazilka, e o Paquistão garantiu que todas as medidas necessárias continuarão a ser tomadas para garantir o fluxo livre de Fazilka drena para o rio Sutlej, disse o Ministério das Relações Exteriores em um comunicado.

A delegação indiana foi liderada por PK Saxena, o Comissário Indiano para as Águas do Indo. Esta também foi a primeira que as três mulheres fizeram parte da delegação indiana.

As discussões técnicas foram realizadas sobre projetos em andamento, incluindo Pakal Dul, Kiru e Lower Kalnai, disse o comunicado.

O lado indiano ressaltou que todos os seus projetos estão em total conformidade com as disposições do tratado e forneceu detalhes técnicos em apoio à sua posição, disse o MEA.

Fontes a par da reunião disseram sobre Kiru que ambos os lados trocaram suas posições.

“Rejeitando os argumentos do Paquistão, a Índia afirmou que seu projeto é totalmente compatível com o tratado, ao mesmo tempo, o lado indiano está aberto a discussões e sugestões e pode considerar examinar qualquer sugestão prática dentro do domínio da posição no terreno e sem comprometer seus direitos conforme previsto no tratado”, disse uma das fontes.

No Baixo Kalnai, ambos os lados observaram que não há construção em andamento após as inundações de 2014. Eles concordaram que não seria muito proveitoso continuar a discussão neste estágio e pode ser retomado em um estágio apropriado, disseram as fontes.

Em Pakal Dul, o Paquistão fez algumas sugestões que o lado indiano garantiu examinar e discutir na próxima reunião, acrescentaram as fontes.

A comissão discutiu a troca de dados hidrológicos e de inundações.

As fontes disseram que o lado indiano transmitiu explicitamente que, como um Estado ribeirinho superior, a Índia fornece informações sobre descargas extraordinárias de água de reservatórios e fluxos de inundações todos os anos, conforme exigido pelo tratado.

“A Índia continua cumprindo todas as suas obrigações sob o Tratado, no entanto, se o Paquistão solicitar informações além das disposições do Tratado, a Índia pode examinar o mesmo como um gesto de boa vontade”, disse a fonte.

As fontes acrescentaram que em projetos pequenos, o lado paquistanês considerou que as informações fornecidas pela Índia sobre esses projetos são deficientes.

O lado indiano considerou que as informações fornecidas anteriormente e na reunião foram suficientes. No entanto, a Índia concordou em providenciar as informações solicitadas pelo Paquistão na medida em que estiverem disponíveis, disseram eles.

“Foi acordado continuar com a discussão sobre as observações já levantadas pelo Paquistão na próxima reunião. Alguns desses projetos são muito pequenos, abaixo de 10 MW, e centenas de quilômetros dentro do território indiano”, disse a fonte.

Sobre o fluxo livre do dreno Fazilka, as fontes apontaram que o lado paquistanês garantiu que o dreno está sendo mantido de maneira justa do seu lado.

“Se a Índia ainda sentir que certas medidas devem ser tomadas pelo Paquistão a esse respeito, o Paquistão estaria disposto a considerar qualquer sugestão da Índia. O Paquistão também ofereceu uma visita ao lado indiano para verificar os fatos no terreno”, disse o comunicado. disse fonte.

Observando que a reunião foi realizada de forma cordial, o MEA disse que ambos os comissários reafirmaram seu compromisso de interagir com mais frequência na tentativa de resolver questões por meio de discussões bilaterais no âmbito do tratado.

Foi acordado realizar a próxima reunião da comissão permanente em Nova Delhi em datas mutuamente convenientes. De acordo com as disposições do Tratado das Águas do Indo, assinado entre a Índia e o Paquistão em 1960, os dois comissários devem se reunir pelo menos uma vez por ano, alternadamente na Índia e no Paquistão.

A última reunião da Comissão Permanente do Indo foi realizada de 23 a 24 de março de 2021 em Nova Délhi.

Esta história foi publicada a partir de um feed de agência de notícias sem modificações no texto. Apenas o título foi alterado.

Inscrever-se para Boletins informativos da hortelã

* Entre com um email válido

* Obrigado por subscrever a nossa newsletter.

Nunca perca uma história! Fique conectado e informado com Mint. Baixe nosso App agora!!

Gostou? Compartilhe!

Você vai gostar também

Copyright © 2022 Viaje no Detalhe. Todos os direitos reservados.